terça-feira, 12 de março de 2013

Desabafos de uma cabeça que hoje doi...

Queria gostar do improviso assim como gosto das regras e da rígidez. Detesto perder um controlo que raras vezes sei que tenho. Queria ter lutado menos em alguns momentos e mais noutros. Queria não saber o que é ser vencido pelo cansaço. Queria saber lidar com os elogios da vitória. Queria não me perder tantas vezes nessa luta que nem sei se a comecei ou se a estou a acabar. Queria não ter medo. Do que não controlo, do que controlo demais, das circuntâncias, dos outros, de mim mesma. Queria ter percebido mais cedo umas tantas coisas e mais tarde umas tantas outras. Queria não ter acreditado tanto e ao mesmo tempo tão pouco. O problema é mesmo esse: eu quero sempre o querer e já não o sei ser de outra forma. Com ele há algo que se transforma constantemente. 




1 comentário:

  1. Não queiras tantos istos ou aquilos...limita-te a viver cada momento! :)))

    ResponderEliminar